Imóveis

‘Casal aventura’ de Apucarana, viaja o Brasil em casa de quatro rodas

Liberdade e espírito aventureiro fazem parte da vida de quem decide cair na estrada a bordo dos motor homes. A procura por este tipo de veículo já desponta em Apucarana. De acordo com dados do Detran, hoje estão registrados 12 veículos motor homes em Apucarana. Na vizinha Arapongas, são 5 do tipo registrados.

‘Casal aventura’ adota vida estradeira

Adeptos da casa sobre rodas, o casal Ivo e Celina Wissner comprou um motor home há 3 anos. De lá para cá, eles já fizeram 25 viagens pelo sul e sudeste do Brasil. Sonho do casal aventureiro que sempre praticou camping, a compra do veículo foi planejada por 15 anos. “Sempre que a gente acampava e via os ‘motor homes’, sonhávamos em ter o nosso. Começamos a pesquisar na internet e amadurecer a ideia, até que em 2016 adquirimos o nosso e fizemos nossa primeira viagem, para Pirituba em Santa Catarina”, lembra Ivo Wissner.

Celina Wissner conta que também dirige o veículo durante as viagens e ama os passeios em família. Os encontros de motor home também estão na lista das viagens preferidas. “Participamos de muitos encontros no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no Paraná. É muito bom porque fazemos muitas amizades e trocamos experiências”, afirma.

Ivo e Celina costumam viajar com outros três casais de Apucarana que também tem motor home, o que tem estreitado cada vez mais a amizade deles. Para o casal aventureiro, além das amizades feitas na estrada, outras vantagens de viajar em uma casa sobre rodas é a economia e a liberdade. “Viajar de motor home sai mais barato do que pagar hotéis e restaurantes, já que podemos cozinhar como fazemos em casa. Também ficamos livres para passear como e quando queremos”, explica Ivo Wissner.

A próxima grande viagem do casal Wissner está sendo planejada para o ano que vem. Eles pretendem passear pela América do Sul. “Estamos nos preparando para viajar pelo Uruguai, Argentina e Chile”, conta Celina.
Ivo e Celina são unânimes em dizer que recomendam a experiência e compartilham um único arrependimento: não ter começado antes. “Se pudesse voltar no tempo, tínhamos começado a viajar de motor home antes, para aproveitar mais”, brincam.

LEIA TAMBÉM EM REVISTA MORAR BEM:

Antes e depois do Lago Jaboti de Apucarana

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close